O que é Cateterismo, Angioplastia e Stent? Qual a importância disso tudo?

Vacinas em adulto – quais preciso tomar?
4 de maio de 2018
Dor no peito: o que fazer?
4 de maio de 2018
[rev_slider alias="cateterismo"]

O que é Cateterismo, Angioplastia e Stent? Qual a importância disso tudo?

Por: Dr. Luís Augusto Dallan e Dra. Bruna Henares


Quando existe uma suspeita muito importante de que possa existir entupimento dos vasos do coração, solicita-se o exame de “cinecoronariografia”, popularmente conhecido como "cateterismo".

Esse exame consiste em um procedimento no Laboratório de Hemodinâmica de um hospital e geralmente é realizado com anestesia local. O médico hemodinamicista insere um cateter em uma artéria do paciente, que pode ser do pulso, do braço ou da perna, e através desse cateter vai até o coração e injeta contraste iodado nas artérias do coração, as “coronárias”, e a partir de então pode-se observar se existe algum tipo de entupimento.

Caso alguma artéria coronária esteja obstruída, existem três formas de tratamento:

1) Tratamento clínico, em que o paciente toma medicamentos pela boca que têm a função de impedir que a placa de gordura aumente e piore a lesão no coração;

2) Tratamento cirúrgico, em que o cirurgião cardíaco realiza “pontes de safena” para que o sangue volte a fluir nas coronárias do paciente;

3) Tratamento percutâneo, conhecido como "angioplastia", em que o médico hemodinamicista, através de um cateter insere um pequeno balão e em seguida uma prótese no interior do vaso obstruído, fazendo com que o sangue volte a fluir livremente no interior da coronária. A essa prótese denominamos "stent", que tem o formato de uma minúscula mola, e que uma vez implantada na coronária evita que um novo entupimento ocorra no local tratado.

A indicação de cada um desses procedimentos é feita pelo cardiologista, e depende da análise de diversos fatores do paciente, como tipo de dor, doenças prévias, antecedentes familiares e exames complementares indicando sofrimento do coração.